Ficar sentado por longas horas pode fazer mal para a saúde



 

Quantas horas  do seu dia você passa sentado? Se trabalha em escritório, pode somar praticamente oito horas. A carga chega a 15 se considerar o tempo no carro ou no sofá de casa. Segundo especialistas, isso é perigoso para a saúde, alterando o sistema imunológico e o funcionamento da circulação sanguínea, entre outros efeitos colaterais.

Pensando nisso, algumas empresas já estão desenvolvendo mesas para que qualquer um possa trabalhar em pé e, assim, diminuir esses riscos. Entre as opções estão a LIFT e a UpStanding Desk. Elas são leves, fáceis de montar e ajustáveis, garantindo o conforto.
saude.chakalat.net

Postado em

Socialize

Um grande desafio para a Ginástica Laboral

http://www.dermoplastica.com.br/wp-content/uploads/2011/01/ginastica-laboral.jpg

A Ginástica Laboral em escritórios e fábricas Brasil afora está cada vez mais difundida.  O reconhecimento dos profissionais atuantes nessa atividade faz com que o desafio de apresentar sempre o melhor cresça a cada dia.

A quantidade de material que surge sobre a Ginástica Laboral facilita a atuação desses profissionais. Com cds, livros e dvds, o conhecimento se torna cada vez melhor. E aumenta, claro, o desafio do profissional melhorar a atividade.

Pensando nisso, o blog indica o DVDs DE GINÁSTICA LABORAL, da Quero Conteúdo. A Quero Conteúdo é um blog que fala sobre algumas profissionais e a forma de adquirir conteúdo para diversos temas. Uma dessas formas que eles tem é em DVDs especifico de alguns assuntos.

Clique aqui e saiba mais sobre os  DVDs DE GINÁSTICA LABORAL, que podem facilitar a vida do profissionais atuante.

Boa sorte!
saude.chakalat.net

Postado em

Socialize

Sentar de forma errada mata a libido e aumenta o estresse

 Foto: Getty Images

Sentar de maneira errada não dá só dor nas costas não. Postura errada causa depressão , raiva, dificulta a digestão, reduz a energia e mata a libido. Um estudo realizado na Nova Zelândia concluiu ainda que pessoas que sentam de maneira torta são mais negativas, autocríticas, usam mais palavrões e têm humor mais amargo.

Manter a postura ereta - enquanto anda, deita ou principalmente sentado na mesa de trabalho - é importante para manter a curvatura ideal da coluna e prevenir dores. "Além dos problemas óbvios, sentar errado 'aperta' a área abdominal, reduzindo o fornecimento de oxigênio e nutrientes. Além de atrapalhar a digestão, causa lentidão e aumentando o cansaço", explica Sammy Margo, porta-voz da Chartered Society of Physiotherapists.

Maus hábitos em relação a postura dificultam também a respiração. "Quando isso acontece, o corpo percebe que está sendo atacado, então responde de forma pior ao estresse, dificultando o sono e reduzindo os níveis de energia", continua. E é aí que entra a libido ou a falta dela. Com tão pouca energia, o corpo não tem forças para uma noite animada sob os lençois e, inclusive, começa a nem querer mais ter uma.

O estudo comparou os resultados de estresse, humor e respostas do corpo a outros estímulos de pessoas que se sentam de maneira certa e errada. Além dos resultados já ditos acima, quem mantém a postura ereta a maior parte do parte disse sentir menos medo e menos vontade de falar.

Um estudo anterior da York University, do Canadá, já havia concluído que as pessoas acham mais fácil ter pensamentos positivos quando estão sentadas de forma regular.

saude.chakalat.net

Postado em

Socialize

10 dicas para se ter hábitos saudáveis no trabalho

http://www.logovia.com.br/blog/wp-content/uploads/2013/06/gest%C3%A3o-do-tempo.jpg

Ter uma boa qualidade de vida no local aonde você passa boa parte do dia é importante para a sua saúde. Por isso separei dicas para aliar hábitos saudáveis a rotina do trabalho, onde os hábitos não costumam ser tão saudáveis assim. A adoção de exercícios saudáveis no trabalho ajuda a prevenir o cansaço, a fraqueza, o sono e a falta de concentração, além de proporcionar bem-estar, bom humor e autoestima,  tornando o trabalho mais produtivo e prazeroso. Em contrapartida, uma rotina sedentária facilita o desenvolvimento de doenças como diabetes, hipertensão, dislipidemia, infarto, AVC e artroses.

Confira algumas dicas:

1. Evite excessos
Se você sente muito "sono" ou "preguiça" ao trabalhar depois do almoço, saiba que isso se chama alcalinidade pós-prandial. Sua circulação se dirige mais ao aparelho digestivo e o restante do organismo fica mais lento. Portanto, observe a quantidade de comida que você ingere nesta refeição, o excesso pode aumentar esse efeito.

2. Mexa-se o máximo possível
Prefira utilizar as escadas ao invés do elevador. Se o seu escritório ficar em um andar muito afastado do térreo, desça do elevador alguns andares antes e siga o restante a pé. Com isso, você irá observar a diferença na queima de calorias ao final de um mês ou um ano.

3. Atenção à postura
Muitas pessoas são acometidas por dores no corpo, principalmente nas costas, e somente depois de algum tempo percebem que sua postura estava errada.

4. Lugar de comer é na mesa
Comer em frente ao computador não é recomendável. Mesmo almoçando no escritório, é importante reservar poucos minutos para prestar atenção na comida e mastigar bem os alimentos.

5. Jamais deixe de tomar café da manhã
Pesquisas apontam que as pessoas que tomam um café da manhã saudável permanecem mais dispostas no restante do dia. Insira frutas ou sucos, cereais ou pães integrais, leite ou iogurte desnatado.

6. Comida de casa
Se sua alimentação em casa for balanceada, levar a comida do jantar para o almoço pode ser uma boa opção, ajudando a manter o cardápio mais saudável.

7. Faça pequenos lanches entre as refeições
Mantenha seu metabolismo funcionando durante todo o dia, o que vai ajudá-lo também a ingerir menor quantidade de alimentos nas refeições maiores, como almoço e jantar. Para isso, faça pequenos lanches entre elas, procurando alimentar-se a cada três ou quatro horas.

8. Prefira os carboidratos integrais
O exagero de carboidratos em um prato,  principalmente sem proteínas, leva a um aumento rápido da insulina e, por isso, pode ser seguido de fraqueza, além de favorecer o acúmulo de gordura abdominal.

9. Necessidade de doce
A sensação de necessidade de doce pode ser por conta de uma privação de carboidratos integrais, como pães, arroz, batata, massas, que é a fonte energética preferida pelo corpo. Quando o organismo necessita do açúcar, temos a sensação de falta de doce.

10.  Escolha por produtos que apresentem níveis controlados de gordura saturada, gordura trans, sódio e açúcar
Confira sempre a tabela nutricional e fique de olho na quantidade de açúcar e sódio contido nos alimentos industrializados.

Fonte

saude.chakalat.net

Postado em

Socialize

Ginástica Laboral transforma ambiente de trabalho

http://lorenlayfit.com.br/wp-content/uploads/2012/04/CIPA-1%C2%B0-GL-73.jpg

Já estamos cansados de saber que a ginástica laboral é uma atividade física realizada no próprio ambiente de trabalho. E que esses exercícios são semelhantes a um alongamento e específicos para a função que você exerce na empresa e os são orientados por um profissional, geralmente um professor de educação física ou fisioterapeuta, dependendo do objetivo da empresa.

E inegável a sua boa aceitação por parte dos funcionários. Talvez por ser uma pausa numa rotina estressante talvez por trazer um melhor relacionamento com o seu colega de trabalho, já que algumas atividades podem ser realizadas em dupla ou trios, a ginástica laboral se tornou fundamental para transformar o seu ambiente de trabalho saudável e prazeroso.

São muitos os benefícios e a lista deles podem aumentar dependendo de cada empresa.

Você gostou da ideia? Que tal sugerir para o seu empregador?

Sugerir novas ideias para melhorar seu ambiente de trabalho trará benefícios não só pra você, mas como para todos os seus colegas. Um bom ambiente de trabalho é sempre uma ótima pedida para a melhora da sua qualidade de vida! 

Veja aqui como fazer um projeto de ginastica laboral e apresentar na empresa

* Imagem retirada do Google Images
saude.chakalat.net

Postado em

Socialize

Ginástica laboral facilitando a vida do patrão


A ginástica laboral tem o objetivo de manter a saúde dos funcionários de determinado local de trabalho através de exercícios físicos direcionados para aquela atividade profissional e feitos durante o expediente. Esta atividade deve ser acompanhada e orientada por um profissional da saúde física (um educador físico), para que obtenham-se os resultados esperados.

Seus benefícios são de caráter físico, psicológico e social para o trabalhador e são inúmeras as vantagens para a empresa também, como a efetiva melhoria do meio ambiente de trabalho, relações inter pessoais saudáveis e felizes, com certeza produzem mais e melhor, mas os principais pontos notados com a ginástica laboral são as diminuições na ocorrência de faltas ao trabalho por motivos médicos e também a diminuição dos acidentes de trabalho.

Diminuir os problemas de saúde no trabalhador é sinônimo de qualidade de vida do empregado e aumento de produtividade na empresa. Qual é o patrão que não sonha com isso?

Para que este trabalho da ginástica laboral seja eficaz e produtivo para o trabalhador e para a empresa, é importante a contratação de um profissional qualificado e competente para atender a demanda de todos.
Sua Saude

Postado em

Socialize

Fisioterapia e Educação Física juntas na Ginástica Laboral




Há uma grande discussão (PARECE QUE ETERNA) entre qual é o melhor profissional pra aplicar a ginástica laboral na empresa. Além de saber se o fisioterapeuta ou o profissional de educação física é o mais adequado pra os objetivos propostos, tem algumas características que não se pode ignorar no profissional que trabalha com Ginástica Laboral.

O modelo mais ideal inclusive que eu já tive oportunidade de trabalhar é cm fisioterapeutas e professores de educação física trabalhando lado a lado. Como a empresa tinha funcionários já atingidos com doenças ocupacionais, conseguimos separar, em etapas o trabalho para que obtivesse sucesso nos objetivos propostos.

Foi feita uma avaliação dos praticantes e da forma como eles trabalhavam e como desenvolveram a patologia. A avaliação foi feita pelo fisioterapeutas, que acompanhavam esse grupo de pessoas nas aulas que eram dadas pelo profissional de educação física. Se o fisioterapeuta identificasse que a atividade ão era adequada para esse grupo de pessoas, um trabalho especial era feito com ele.

Ou seja, coube aos fisioterapeutas a prescrição das condutas fisioterapêuticas (quando necessárias), a sua ordenação e indução no paciente, bem como o acompanhamento da evolução do quadro clínico funcional. A incumbência deles é o acompanhamento e o tratamento das lesões já instaladas. Limite este que já está fora da ação do Profissional de Educação Física.

O Profissional de Educação Física atua, por meio de métodos preventivos, para minimizar e/ou evitar a possibilidade de ocorrência de lesões decorrentes das atividades repetitivas/cotidianas, do estresse causado pela atuação laboral e de atividades que tragam algum risco para os trabalhadores. Atividade recreativas ficavam por conta deles.

Não há como negar que esse tipo de trabalho, complementar da educação física e da fisioterapia, foi muito bem aceito não só pelos funcionários mas pelo pessoal do RH. E, sempre que possível, tento pautar a minha atuação desta forma.

Até a próxima.

Escrito por Daniela Souto, fisioterapeuta e profissional de Educação Fisica, que escreve no  Faça Fisioterapia, no blog da Educação Fisicaa e atua pela Fisioquality 

Ícone Facebook Ícone Twitter Ícone Google+ Ícone Instagram http://www.sergiofasilva.com/static/images/linkedin.png 
Sua Saude

Postado em

Socialize