Curta e Siga


Tipos de exercicios utilizados na Ginástica Laboral








A ginástica laboral é uma prática que tem como principal objetivo prevenir patologias relacionadas às atividades laborais e incentivar os colaboradores à prática de atividades físicas, enfatizando a importância para a melhora na qualidade de vida e manutenção da saúde. A ginástica laboral geralmente é realizada no posto de trabalho ou em algum espaço especifico dentro da empresa, tendo a duração média de quinze minutos, podendo ser realizada diariamente, três vezes por semana ou conforme a frequência que a empresa disponibiliza.

Os exercícios aplicados aos trabalhadores dependem do tipo de esforço a que estão condicionados. Em um local onde o funcionário carrega bastante peso, como em uma fábrica, o maior número de lesões é por distensões musculares. Nesse tipo de empresa, a ginástica é mais voltada para o aquecimento.

Para esses profissionais, os exercícios devem ser mais dinâmicos, pois buscam aquecer as articulações e a musculatura, como o polichinelo.

Já para quem está condicionado a uma sobrecarga mais estática, como quem trabalha em escritório, o fisioterapeuta afirma que os exercícios devem ser de alongamento, estimulando mãos, braços, ombros e coluna cervical.

Quanta à duração, é senso comum que  três vezes por semana é uma média ideal. Realizada apenas uma vez por semana, a atividade passa a ser contraproducente. Se o empregador quer apenas uma vez, é preferível que leve uma pessoa para fazer uma massagem rápida. Vai ser mais aceito pelos funcionários e terá um efeito muito maior.

Cada alongamento deve ter entre 10 e 15 segundos, uma vez que o objetivo dos exercícios não é aumentar a flexibilidade do músculo, mas sim “distensionar” a musculatura.
Dicas para Profissionais:
  • Exercícios Terapêuticos pra quem trabalha sentado(a)
  • Curso online de Ginástica Laboral
  • Laboral School - Escola Avançada de Ginástica Laboral

  • Nos Siga nas Redes Sociais: Twitter, Facebook, Instagram, Youtube.
    Adicione no grupo do Whatsapp


    Deixe seu comentário e nos marque(@Sua Saúde) pra gente ver:

    Nenhum comentário